Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Crónicas de uma filha Atrapalhada

Lembram-se da pequena Bá do blog "Crónicas de uma mãe atrapalhada." Pois,ela cresceu! E agora exigiu que existisse também a sua versão de filha num blog a quatro mãos.

Crónicas de uma filha Atrapalhada

Lembram-se da pequena Bá do blog "Crónicas de uma mãe atrapalhada." Pois,ela cresceu! E agora exigiu que existisse também a sua versão de filha num blog a quatro mãos.

Dia mãe é sempre que os filhos queiram!

doente.gif

 

No dia mãe a minha primogénita brindou-me com o pequeno almoço na cama além das prendas da praxe, se bem que ela sabe que para mim , os mimos são prendas que cheguem.

Sábado, andando à luta com a sinusite desde quinta, cedo a tomar um medicamento para a dor de cabeça que insistia em não passar.

     Cansaço acumulado ou efeito dos medicamentos, deu-me sonolência, aviso a filha que preciso descansar. O filho vem-se aninhar ao pé de mim como se sentisse que a mãe precisava de mimo. Fica a ver os seus desenhos ao meu lado.

   Entretanto a filha diz-me que está com fome, digo-lhe que vou fazer o almoço. Ela diz que não, ela faz, também era só grelhar uns hambúrgueres, que o esparguete já estava feito.

Insisto, ela também insiste. Estou cansada, tenho sono, cedo.

  Ela chama o irmão e vai dar-lhe de comer. Pouco tempo depois aparece ao pé de mim com o almoço num tabuleiro. Agradeço e gracejo que o dia da mãe já passou. Ela responde, “Hoje também é. Estás cansada.” 

O almoço sabe-me ao mais faustoso banquete divinal num restaurante de luxo e que provavelmente, não teria aquele sabor especial do amor.